O Quarteto Arabesco é um agrupamento que se tem dedicado, de forma pioneira em Portugal a interpretações historicamente informadas, em instrumentos da época, de música dos períodos barroco e clássico. Desde a sua estreia em 2006, com uma interpretação do Requiem de Mozart transmitida em directo pela Antena 2, realizou mais de 160 concertos nos principais festivais e salas de Portugal (Fundação Gulbenkian, Casa da Música, CCB, entre outros), assim como na rádio e em numerosas gravações. Colabora regularmente com solistas e agrupamentos de destaque, apresentando-se igualmente como Ensemble Arabesco em formações mais alargadas. O seu trabalho tem recebido reconhecimento dos mais variados quadrantes. Está actualmente a preparar a gravação de um conjunto de quartetos de Almeida Mota.

Em 2018 apresentou-se com Pedro Joia no festival Santa Casa Alfama 2018. Apresentou-se no Hotel Lux com o ator SILK. Colaborou na gravação do disco de Isabel Rato. Interpretou em Lamego o Requiem de Mozart. Com o Cordis Ensemble, apresentou-se na Quinta das Lágrimas. Com o Ensemble Arabesco apresentou-se na Basílica da Estrela.

Em 2017 teve um ciclo de concertos com o pianista Adriano Jordão. Nos Dias da Música apresentou o Requiem de Mozart numa versão para quarteto no Palácio Foz em Lisboa, em Abrantes e na Biblioteca do Palácio de Mafra. Gravou com Salvador Sobral a canção "Amar pelos dois", vencedora do Festival Europeu da Canção. Em colaboração com o ensemble Concerto Campestre, apresentaram no CCB a Serenata L'Angelica. Com Pedro Joia apresentou-se no Festival MIMO em Amarante. Com o Cordis Ensemble apresentou-se com Mafalda Arnauth na Quinta das Lágrimas e com Cuca Roseta na FIL. Gravou com a soprano Teresa Cardoso Menezes o CD Mater Dei, que foi apresentado no Auditório Paulo VI em Fátima.

Em 2016, apresentou o Magnificat em Talha Dourada de Eurico Carrapatoso e a Missa Breve de Carlos Garcia. Apresentou As sete Últimas Palavras de Cristo na Cruz de Haydn na Semana Santa de Óbidos. Participou nos Dias da Música 2016 com o concerto Paixão Ibérica, com Pedro Joia. Apresentou um programa intitulado "Legado Ibérico de Haydn" no Palácio do Marques de Pombal, e apresentou-se com o ensemble Cordis na Quinta das Lágrimas em Coimbra.

Em 2015, apresento-se no CCB com Pedro Joia em Fado no Cais. Apresentou a Messe de Minuit de Charpentier com o Coro Infantil e Coro de Câmra da Universidade de Lisboa. Apresentou o Magnificat em Talha Dourada de Eurico Carrapatoso com o Emotion Voices. Apresentou a zarzuela de Sebastán Durón "Salir el amor al mundo". Apresentou-se no Festival Fora do Lugar, na Idanha-a-Nova, com Pedro Joia. Gravou o disco Terceiro com Cordis, tendo sido apresentado no Teatro Gil Vicente.

Em 2014, apresentou o concerto Paredes e Armandinho com o guitarrista Pedro Joia no Palau de la Música Catalana, em Barcelona e em Andorra. Apresentou o concerto Camarón Suite, em homenagem a Camarón de la Isla, com o maestro Paco Suárez, no Centro Cultural Conde Duque, em Madrid. Apresentou-se em concerto com Luisa Sobral no Teatro São Luiz, em Lisboa, e na Casa da Música, no Porto.

Em 2013 apresentou o Requiem de Mozart na Fundação Calouste Gulbenkian. No Pavilhão de Portugal "Trafaria-Praia" de Joana Vasconcelos, na Bienal de Artes de Veneza, apresentou um ciclo de concertos na semana inaugural: Paredes e Armandinho com Pedro Joia (guitarra), Ondas do Fado com Ricardo Ribeiro (fadista) e Pedro Joia (guitarra) e Jornada pelo Barroco Português com Ana Quintans (soprano) e Marcos Magalhães (cravo). Apresentou no Teatro Tivoli a Camarón Suite, em homenagem a Camarón de la Isla, com Paco Suárez.

Em 2012 apresentou O Legado Ibérico de Haydn no Festival Ibéria Guimarães Capital Europeia da Cultura. No Casino Estoril interpretou Emotion Tribute to Sting com Manuel Rebelo, O concerto pedagógico As Cordas entre Nós foi interpretado no Auditório N. S. da Boa Nova.

Em 2011 apresentou O Barroco e suas Origens com Rui Paiva (órgão) e Duncan Fox (violone) na Sé Catedral de Santarém. Inaugurou o Pátio da Galé, no Terreiro do Paço, com o programa Paredes e Armandinho com Pedro Joia (guitarra). No Convento de S. Francisco em Santarém apresentou Música Italiana do Séc. XVII , na FIL Música Portuguesa dos Séc. XVI-XVIII. Para os Leigos em Desenvolvimento, interpretou no ISEG o Requiem de Mozart. Apresentou-se nas Cextas de Cultura de V.N.S. André com o Requiem de Mozart. Interpretou Stabat Mater de Pergolesi com Catarina Molder (soprano), Luisa Francesconi (mezzo), Pedro Wallenstein (contrabaixo) e Marcos Magalhães (cravo) no Castelo São Jorge. Na Temporada de Música dos Açores e no Instituto Superior Técnico apresentou Música de Câmara Italiana com órgão com Rui Paiva (órgão) , Música de Câmara Inglesa com órgão com Rui Paiva (órgão) no Festival de órgão da Madeira, Requiem de Perosi com Coro Lisboa Cantat e David Paccetti (órgão) no Ciclo de órgão de Santarém na Sé Catedral. Enquanto Ensemble Arabesco apresentou a Festa do Fado no Castelo de São Jorge, oito concertos com os fadistas Ricardo Ribeiro, Cuca Roseta, Ana Moura, Fernando Alvim, Filipa Pais, Helder Moutinho, Ana Moura, António Zambujo, Pedro Joia e Ana Sofia Varela, Mafalda Arnauth. Apresentou também a zarzuela Salir el Amor del Mundo de Sabastián Durón com o Grupo Vocal Olissipo e Rui Paiva (cravo), no Convento dos Capuchos.

Em 2010 apresentou o Requiem de Mozart no Festival Terras sem Sombra, Celebração do Barroco no Palácio dos Condes de Óbidos, Musica Sacra do Séc. XVI ao Séc. XX em Vila Viçosa, Música de Camara Inglesa com órgão no Ciclo de órgãos Históricos de Mafra, Requiem de Duarte Lobo com Sérgio Silva (órgão) na Sé Catedral de Santarém, Música Natalícia do Barroco Italiano e Francês com Rui Paiva no Auditório Carlos Paredes. Enquanto Ensemble Arabesco, apresentou Viagem pelo Barroco Europeu no Ciclo de Música Antiga de Alter do Chão, Cantatas de Bach com o Grupo Vocal Olissipo em Os Sons de Almada Velha.

Em 2009 apresentou Música de Câmara com órgão com Rui Paiva (órgão) na Fundação Calouste Gulbenkian, na Basílica da Estrela no Festival Internacional de Orgão de Lisboa, Stabat Mater de Boccherini com Ana Leonor Pereira (soprano) e Duncan Fox (contrabaixo) na Semana Santa de Óbidos, As Paixões da Alma com Raquel Alão (soprano) e António Esteireiro (órgão) no Verão Cultural de Mafra, Haydn e o seu Legado Ibérico em Lisboa na Rua, Serenata L'Angelica de Sousa Carvalho, com o Concerto Campestre, no Festival de Musica de Alcobaça, Festival CisterMúsica e de Castelo Branco na Escola Superior de Música, nos Festivais de Outono de Aveiro, na Casa das Artes de Famalicão, nos Encontros de Música Antiga de Loulé, a ópera Uma Vaca Flatterzunge de Vitor Rua na Culturgest. Enquanto Ensemble Arabesco, apresentou o Messias de Händel com o Coro Santa Maria de Belém no Mosteiro dos Jerónimos e Nos 200 Anos das Guerras Peninsulares na Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra.

Em 2008 apresentou o programa Música em Diálogo, juntamente com o Coro de Santa Maria de Belém, no Mosteiro dos Jerónimos, o Requiem de Mozart na Semana Santa de Óbidos e em Portalegre, Classicismo e Música Galante com Pedro Castro (oboé) no Auditório Agostinho da Silva, nos Encontros de Música Antiga de Loulé e no Espaço Santa Casa, na Temporada S. Roque, Fados com Mafalda Arnauth (fadista) e Pedro Joia (guitarra) na Casa da Música, Música Ibérica com Pedro Joia (guitarra) no Festival de Música Igreja da Cartuxa, La Nave Va em Óbidos Maio Barroco, Música de câmara com órgão com Rui Paiva (órgão) no Festival de Música de Leiria, no Festival Internacional de Música da Madeira, Festival de órgão de Faro, Corais e Cantatas de Bach com Rui Paiva (órgão), Maria Luisa Tavares (mezzo) e António Carrilho (flauta) no Ciclo de Orgãos Históricos de Mafra, a ópera La Serva Padrona de Pergolesi na Temporada de Cravo de Óbidos com o grupo La Nave Va, Musices Opusculum na Igreja S. Pedro Alcântara, Temporada de Música em S. Roque, Sudoeste com Pedro Joia (guitarra) e Orquestra Meridional na Casa da Música e no Centro Cultural de Belém.

Em 2007 apresentou o programa Classicismo e Música Galante com Pedro Castro (oboé) em Castelo Branco, Teatro D. Maria II (com transmissao em directo pela Antena 2), Em torno de Scarlatti no Verão Cultural de Mafra. Enquanto Ensemble Arabesco apresentou as cantatas Membra Jesu Nostri de Buxtehude juntamente com o Coro de Santa Maria de Belém no Mosteiro dos Jerónimos e na Igreja de S. Roque na Temporada S. Roque, e a ópera Dido e Eneias de Purcell com o Ensemble La Nave Va, no Auditório Municipal de Espinho.

Em 2006 estreou-se com o Requiem de Mozart numa versão para quarteto de cordas, estreada em Portugal. Foi apresentado na Igreja Matriz de Loures, em direto para a Antena 2 desde a ESBAL, assim como na Igreja da Ameixoeira.